⌠ 41 avaliações para a publicação abaixo ⌡
Fernando Fantin Vono
A Passarola Saramaguiana
Escrito por Fernando Fantin

Imagem retirada de: http://conversavinagrada.blogspot.com/2010/10/homilias-dominicais-citando-saramago-13.html

 

Quem vê, de longe, a construção
Duvida, de pronto, o que dela se espera
A física e as engenharias,
As quinquilharias ali empilhadas
Em uma estranha forma alada
Não haverá, não haverá de voar
Nem sequer se levantará do chão

Que estranho dispositivo encerra,
As vontades humanas
Aprisionadas em esferas?
São elas que sustentam o céu
E movem as coisas cá na Terra
E que casal mutante é que constrói o sonho
De navegar por sete sóis e sete luas? 

Triste é quando a vontade se desprende
E deixa o homem, apenas arcabouço
Do que fora outrora, talvez moço,
Quando apaixonou-se por uma moça
Ou vice versa,
Quando vivia pra um sonho
Morto por uma vida de cansaço

Voar é vontade de ser pássaro
Ou quiçá, pétala de flor no vento
Numa barca flutuante
Velas de humana imaginante
Da escola dos devaneantes, é possível?
Viver do sonho, da vontade
E do amor 

E mesmo sendo sonho
Voar é demasiadamente humano
Porque é fantástico
Quando o real é sufocante
Viva como pode,
Sonha, queira
E ame.


Publicada Originalmente em:
http://resistenciacotidiana.blogspot.com/2011/04/passarola-saramaguiana.html
Poesia enviada para o CONCURSO MUNICIPAL DE POESIAS BRASIL PINHEIRO MACHADO – EDIÇÃO 2011. PONTA GROSSA - PR