⌠ 31 avaliações para a publicação abaixo ⌡
Ederson Oliveira
Estado Imaginário
Escrito por Ederson Oliveira

alt

Sentiu-se estranhamente feliz, sem saber muito bem o motivo. Precisava saber, só assim conseguiria repetir esse momento. Na verdade, nem acreditava muito nessa história de felicidade. “É um estado imaginário” costuma repetir, ao som do Barão Vermelho. Achava que conseguiria alcançá-lo independente do que estivesse à sua volta, preferia acreditar nisso. Estava numa fase de busca de amizades. Não conseguia mais lidar com o fato de ter tanta gente em volta e poucas delas serem pessoas com quem podia contar de verdade. Passou a valorizar aquele que não aparecia tanto na roda de amigos, mas que era o primeiro a perceber quando alguma coisa não estava bem e tentava ajudar. Notava mais as sutilezas do comportamento dos outros com o propósito de saber quem era mais parecido com ele. Pensou por um instante que essa felicidade viria daí.

Desde que andava muito ocupado não ouvia música alta, se contentava com o fone no caminho do trabalho ou mesmo com o computador num volume baixo. Com a falta, notou que era uma das coisas que o fazia se sentir vivo. As letras, os riffs, tudo muito alto devolvia aquele brilho no olhar que a cidade tentava apagar. Quem sabe daí viria a felicidade?

Olhava seu caderno cheio de anotações que preferiria que ninguém lesse. Viu ali passagens de sua vida, não fatos, momentos psicológicos. Guinadas de pensamento. Engraçado como qualquer lugar servia pra depositar no papel a confusão que era o seu pensamento. Ler aquilo tudo depois de certo tempo trazia uma nostalgia, saudade mesmo, mas não dor. Talvez fosse a válvula de escape do que não conseguia, ainda, dividir com a humanidade. “Que bom se ser feliz depender só disso”, pensou.

Ali, perdido nesses devaneios, se deu conta que esse “ser feliz” já passou. Lembrava, sim, que tinha milhões de coisas pra fazer, mas aquela brisa passou. Talvez fosse apenas um lapso de esperança na vida passageira. Afinal, a felicidade é um estado imaginário.

etenhoditoblog.blogspot.com