⌠ 28 avaliações para a publicação abaixo ⌡
Juliana
Engraçadinhas
Escrito por Juliana
Não Carlos,
Quando eu nasci
Um anjo todo listrado de cabelo alaranjado
Veio e me disse:
"Vai, você é tão engraçadinha!"
Se a gente buscasse mesmo só o belo não teria gente chamando gente de "gente feia"!
Eu nasci e andei pelo mundo. Alguém me chamou de anjo.
Anjo torto esse que não ascende nem a lâmpada!
Vim fazer a graça, ser do homem e da mulher
Vim sustentar a perna do aleijado.
Vim consolar o nobre miserável em tristeza
Ganhei meu consolo - anjo torto!
Alguém me disse: "Como pode ser anjo mulher que se mostra assim?!"
Como é que pode vestir branco e dar-se assim?!
Ah, eu não queria entreter os já completos
Estive entretendo o mundo e agradando os artistas solitários
Estranhos, não são pra mim!
Estranhos são pra mim.
Como pode amar um coração tão solto?
Como pode ser amada mulher tão livre?
Lá de cima do tablado, lá da tela
Ela olha tão pra mim, intimamente!