⌠ 30 avaliações para a publicação abaixo ⌡
Dani Ribeiro
Salutante
Escrito por Dani Ribeiro

A sensualidade da noite ainda não está finda.
Que cantem os pacatos noturnos sob o luar,
Na esperança de que o tempo passe com mais vagar.

Mas aqui, a juventude desbota suave, ligeira.
E o tempo corre, depressa, faminto.
O amor floresce no sexo, instinto.

E cá estão os enamorados extravagantes,
Extasiados, exagerados na embriaguez , saúdam!
Sabem que a vida é breve, e que o amor 
não passa
de uma 
Farra. 

-Morituri te salutant!

Dani R. F.