⌠ 20 avaliações para a publicação abaixo ⌡
Deni Mazur
Pouco antes do meio-dia de uma Sexta-Feira.
Escrito por Deni Mazur
Deixo o vento levar as cinzas que estão
a cair do meu cigarro

E enquanto o torpor toma meu corpo, apago
de minha história a lembrança do seu beijo

Do mesmo modo como se apaga
essa última brasa no cinzeiro

É preciso um fim,
para que haja um recomeço...