⌠ 41 avaliações para a publicação abaixo ⌡
Deni Mazur
Fim
Escrito por Deni Mazur

Já não me importo com o fim
Ele não há de ser mais amargo,
do que o sangue que se vai de meus labios

Abandonando meu corpo,
pelos portões recém inaugurados em meus pulsos ,
pela vazão desenfreada da alma

Que de tanto ser  torturada,
pela frieza do mundo,
perdeu a cor, fugiu do brilho, tornou-se em vão.