⌠ 37 avaliações para a publicação abaixo ⌡
Ederson Oliveira
Passeio pelo lado selvagem
Escrito por Ederson Oliveira

Decidi andar sem saber muito bem pra onde. Bem clichê, bem cena de filme em que o personagem sai de carro depois de uma briga. Só que eu não tenho carro e vivo num mundo real (até mais real do que eu gostaria).

É como se dar uma volta por aí fosse libertar o que não conseguia pensar na rotina, e eu fosse encontrar a solução pros problemas do (meu) mundo. É ridículo. Umas garrafas de cerveja na beira da praia te fazem criar planos absurdos que seriam necessárias umas cinco vidas para concretizar. Sorte vai ser se, pelo menos, um deles sair da zona do ilusório.

Isso de olhar ao redor sempre foi forte em mim. Circunspecção. Me entender através do que acontece em volta não faz muito sentido, mas é isso que acontece. Saídas noturnas por aquela rua “underground” é melhor que qualquer consultório de análise. Ver o quanto as pessoas são bizarras, estranhas, cheias de idiossincrasias e... iguais a mim! Vontade de ouvir barulhos, sentir o cheiro que a noite carrega e compartilhar com ela a urgência de viver.

Vai que numa dessas esbarro na pessoa que vai mudar tudo o que eu tenho como legal e virar minhas ideias ao avesso. Vai que eu ache a resposta para questões que sequer perguntei. Vai que eu te encontro, vai que você gosta. Vai que, né, a vida acontece...