⌠ 49 avaliações para a publicação abaixo ⌡
Manuella Costa Pires
"Quão bobas"
Escrito por Manuella Costa Pires

guayasamin


Choram com facilidade
Procuram um sentido para explicar sua sensibilidade
Com planos e metas para o futuro, tudo em um segundo
 
O mesmo ar, juntas, duas pessoas, uma só essência
Ardente, de modo a não preocuparem-se com a consciência
 
De fora, engraçados, de dentro, cegos
Em casos complicados, só vêem o bom lado
A mágica do momento e egos entrelaçados
 
Incrível como dali não se vê defeitos
Entregam-se, prontos ao "para sempre"
ilusão, mas só vêem depois da decepção.

http://devaneiosdamanu.blogspot.com/