⌠ 61 avaliações para a publicação abaixo ⌡
Ederson Oliveira
Em um banco de praça
Escrito por Ederson Oliveira

DSCN9438 1024x768
 
Alguns dias são bonitos só de existirem. Não precisam que nada de extraordinário aconteça para aumentar o nível de contentamento que a gente sente com a vida quando se está em um deles. Talvez esses dias não sejam os mais frequentes, então há de se sair de casa e abusar da sua efemeridade. E hoje foi assim.
Acordei como quem não sabe exatamente de onde veio esse ânimo que andava ausente, mas que sabe exatamente para onde canalizá-lo. Andei pensando que o fato de a gente acreditar que tá feliz pode ajudar, alguma coisa como efeito placebo. Desde então, acordo fingindo que não me preocupo com esses problemas (tão bobos, vá) e aproveito a liberdade que isso gera. Então, cá estou, em uma tarde de quarta-feira sentado em um banco de parque , pensando no quanto tudo pode ser mais leve se a gente deixar.
E isso tudo me parece menos bobagem quando olho pro lado e vejo mais pessoas assim, só sentindo a vida em uma quarta comum. Penso que, lá na frente, essa gente que tentou não levar as coisas tão a sério é que vai sentir ter feito algo da vida além de passar por dias seguidos e automatizados. A vida é mais que isso...