⌠ 10 avaliações para a publicação abaixo ⌡
Fernando Fantin Vono
Homofobia, O Medo do Orgasmo do Outro: uma visão antropológica - Parte 2 de 2
Escrito por Fernando Fantin

...

Todas essas visões da mulher que colocamos aqui são visões masculinas acerca da mulher, por isso, desde as primeiras organizações em sociedade***, o homem entende a mulher como uma ameaça à ordem e, por isso, vários mitos, leis, instituições foram criados para oprimir a mulher e suprimir a sua sexualidade ameaçadora. O gozo da mulher (que é o outro) é o maior medo masculino, porque foge de seu controle. Por isso do casamento, do véu, da decepação do clitóris. E é também por isso, que tudo que seja visto como feminino é diminuído, ridicularizado e oprimido. Eis a causa das causas de todos os argumentos contrários às lutas dos movimentos GLBTT e das lutas femininas.

Ainda assim, se poderia duvidar do valor dessa análise para o preconceito contra lésbicas, uma vez que podem possuir características ligadas ao masculino. Mas o preconceito e a causa continuam sendo os mesmos, porque mesmo que se masculizassem ao máximo e perdessem todas as características femininas, continuariam sendo mulheres buscando sua própria e alternativa felicidade, e isso, certos homens não suportam.

Poderíamos nesse ponto perguntar como é possível tamanha ignorância, mas a essa altura, já saberíamos a resposta, o medo de que o outro sendo feliz do modo dele, mostre-me como eu sou infeliz.

***Margaret Meed em seu texto “Sexo e temperamento” aponta casos em que é a mulher quem participa da esfera política e o homem cuida da aparência e é mais doméstico.


Por Fernando Fantin Vono Originalmente, na íntegra em:
http://resistenciacotidiana.blogspot.com/2011/05/homofobia-o-medo-do-orgasmo-do-outro.html